sábado, 7 de outubro de 2017

Santificação e pureza.

Jesus é o eu sou.
Vejamos as referência do evangelho de João.
1. Eu sou o pão da vida (6:35,41,48,51);  2. Eu sou a luz do mundo (8:12);  3. Eu sou a porta das ovelhas (10:7,9);  4. Eu sou o bom pastor (10:11,14); 5. Eu sou a ressurreição e a vida (11:25);  6. Eu sou o caminho, e a verdade e a vida (14:6);  7. Eu sou a videira verdadeira (15:1,5).

Nossa vida santa e pura estará diretamente ligada a quem nós somos, assim:
1. Nossas ações, desempenho e comportamento estão ligados diretamente a quem somos, isto é, a nossa identidade.
a) porem a nossa identidade pode sofre Interferência como "traumas e abusos", e esses fatores irão influenciar diretamente em nossas ações e comportamenos.
b) nossa identidade é construída dentro do nosso convívio familiar e extra familiar, e nossos relacionamentos com nossos pais, essas relações irão determinar o nosso comportamento, ações, desempenho e como iremos viver  nossa sexualidade.
c) Qualquer mudança no comportamento, por interferências, poderá gerar alterações na moral, sexualidade e ética, de cada individuo, pois o caráter e a personalidade são construídas com base nessas vivências e as interferências geram mudanças, sofismas e mentiras. 
d) Alguns comportamentos gerados por essas interferências são uma busca de reparação, das necessidades não supridas no desenvolvimento, ou que não foram atendidas pelos pais.
e) Só nossa relação com Cristo, apresenta-se como restauração e redenção da identidade, de que sofreu interferências e este relacionamento com Cristo, pode levar ao estado original. 
2.  Cristo é o exemplo de identidade saudável:
a) Ele foi afirmado pelo Pai.  Mateus 3:17
b) Ele tinha um relacionamento saudável com o Pai.  João 10:30
c) Ele tinha convicção de sua missão. João 4:34
d) Ele tinha consciência da implicação da sua missão. Lucas 9:22
e) Ele tinha consciência de seu propósito. João 8:14

3. Há uma necessidade que o Relacionamento com Cristo, seja entendido pela forma redimida e não a natureza caída. 
a) estamos ligado a Cristo. João 17:23
b) nossa identidade caída, não é paramento para o nosso relacionamento com Cristo. Filipenses 3:13
c) a nossa ligação com Cristo é o que ira restaura a nossa identidade, levando ao estado original. Colos. 1:27
d) se nos relacionamos com o Senhor com a identidade caída a nossa relação não será saudável, mas sim um manifestação religiosa e baseada em desempenho. Romanos 2:29
e) é Cristo ligado a nós, pela fé, que nos leva a vida original, e Ele agindo em nós é que nos fará cumprir nosso propósito. Efésios 2:8
f) e morrendo para nossa identidade caída e velha, que nascemos para a nossa nova criação e nova identidade redimida. 2 Coríntios 5:17, Marcos 8:35
g) precisamos confiar no que a palavra diz que somos, precisamos entender que a nossa ligação com Cristo nos garante e devemos nos render e colaborar com Ele para que possa agir em nós. Romanos 8:30
h) Vivemos porque Cristo, vive em nós. Gálatas 2:20,
i) precisamos ter consciência do que é a carne e o espiro, o pensamento e as intenções do coração, Hebreus 4:12

Conclusão
1. Precisamos conhecer e entender nossa identidade, para entender nosso comportamentos e ações.
2. Precisamos conhecer a identidade de Cristo.
3. Precisamos compreender nossa ligação com Cristo e como a identidade de Cristo pode restaurar nossa identidade e comportamento, sexualidade e desempenho. 
4. A identidade de Cristo ligada a nossa, nos dará a convicção de existência e que restaraura a nossa verdadeira identidade.



Herbert Amorim,
pastor e especialista em aconselhamento e psicologia cristã,
terapeuta comunitário e filiado ao Exodus Brasil.