quarta-feira, 1 de julho de 2015

Primeiro Amor!

Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos.
E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.
Apocalipse 2:2,3 "Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido. Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor". Quando ficamos apaixonados, nosso estado “normal” é alterado. Existe um anseio muito grande em querer sempre estar perto da pessoa amada, tudo é motivo para agradá-la e fazê-la sentir-se a melhor das pessoas. Um sorriso, um abraço, não precisa de muito e nosso dia já se torna tão especial. Porém, com o passar dos dias, aquilo que era um motivo de alegria e motivação, acaba perdendo espaço para as cobranças, dificuldade e o stress do dia-a-dia. As surpresas, aqueles recadinhos escondidos, um “eu te amo” fora de hora, foram sumindo gradativamente. Quando chegamos nesse estágio, parece que tudo é feito na base da obrigação. O amor não acabou, mas foi esfriando e outras coisas ocuparam o espaço que deveria ser somente dele. Nossa caminhada com Jesus é uma verdadeira história de amor. Quando temos nosso encontro com Ele, a alegria é imensa, somos limpos, temos nossas vestes trocadas, queremos falar com Ele e sobre Ele a toda hora. Nosso coração acelera, a felicidade transborda dentro de nós. É até difícil de descrever a sensação de tamanha alegria. Mas aos poucos vamos nos afastando desse amor libertador. Deixamos as nossas crises tomarem o lugar exclusivo de Jesus em nossas vidas. A palavra do Senhor, em Apocalipse, capítulo 2, versos 1 ao 7, relata exatamente isso, a igreja de Éfeso, que um dia ardia de Amor, continuava na luta, desmascarando falso profetas etc. Mas, o Senhor tinha uma queixa contra ela: havia abandonado o PRIMEIRO AMOR! É importante que periodicamente façamos reflexões sobre nossas relações, passarmos a olhar para onde estamos indo e o que estamos fazendo, onde estamos depositando nossas forças e entregando nossos sentimentos. O perdão sempre será o caminho para seguir. Liberte-se das frustrações, medos, iras, raivas, da “vitimização”, do cansaço, das angústias. Jogue fora tudo que de alguma forma atingiu seu relacionamento. Jesus está de braços abertos para te dar um novo tempo. Volte ao primeiro amor, aos momentos de total entrega, a se derramar na presença do Senhor, onde tudo era prazeroso! Quero te encorajar a voltar ao primeiro amor, voltar às praticas de quando seu coração ardia e o choro era uma forma de expressão a Deus e não da dor dos dias atuais. Use a hashtag #PrimeiroAmor e poste sobre aquilo que tocava o seu coração no início da sua conversão. Eu estou postando os louvores que tocava meu coração naquele momento, e isso me faz bem, me leva a momentos de intimidade com Deus. Lute, persevere, traga à memória aquilo que te traz esperança! Palavra do dia 01/07/2015 Tenha um excelente dia "e um mês na pratica do primeiro amor."